LIVRO Relendo Vereda: Grupo Vereda – Prosa PDF Degrazia José Eduardo

BAIXAR LIVRO ONLINE

Resumo

O primeiro livro lançado pelo Grupo Vereda de Edições Cooperativadas, foi o volume de poemas, “Em Mãos”, pela Lume Editora, com a participação de César Pereira, Dilan Camargo, Humberto Zanatta, José Eduardo Degrazia, Selvino Heck, e Umberto Guaspari Sudbrack. Em entrevista ao jornal Zero Hora, quando do lançamento na livraria Coletânea no dia 24 de setembro de 1976, p. 3, dizia Humberto Zanatta: “Havia um grupo já formado por Umberto Sudbrack, Selvino Heck, e José Eduardo Degrazia, que iam lançar um livro. Por outro lado, tinha o grupo de Carlos Carvalho, do Dilan Camargo, e eu, que estávamos tentando organizar uma cooperativa de escritores. Nós pensávamos em fazer uma cooperativa nos mesmos moldes que a dos jornalistas.” No jornal A Razão, na mesma data: “Para Dilan e Zanatta, além deste lado econômico, o livro pretende inovar também os esquemas tradicionais de distribuição. Os cinco poetas viajarão pelo interior do Rio Grande do Sul dando palestras e discutindo a obra com os estudantes. No jornal Correio do Povo do mesmo dia, em artigo de Antônio Hohlfeldt: “Em mãos”, pelo título, reflete, segundo os autores, as intenções da obra: poesia em volume de fácil aquisição. Para tanto, os dois mil exemplares publicados terão divulgação direta, na capital e no interior, através de lançamentos contínuos, já estando acertados a FAMECOS-PUC, o Instituto de Letras da UFRGS, e cidades como Erexim, Santa Maria, Encruzilhada do Sul, Pelotas, São Sepé, Caçapava do Sul, Lajeado e outras mais. O trabalho será feito pelos próprios autores, até em bares, pois o seu interesse é levar o livro até o público.” No dia 24 de setembro de 1976, o livro foi lançado na livraria Coletânea, nos altos do Mercado Público. Foi um grande encontro cultural e político, onde estiveram, desde Dyonélio Machado, a Pedro Simon. O lançamento foi um grande sucesso, um “meeting” cultural e político, onde foram vendidos mais de trezentos exemplares da obra. Com esta repercussão, o Grupo Vereda resolveu continuar na sua tarefa. Seguiu-se a antologia de contos “Histórias Ordinárias”, com a participação de Paulo Kruel de Almeida, Sérgio Caparelli, Carlos Carvalho, Sergio Faraco, Suzana Kilpp, Rodolfo Lucena, Laury Maciel, Luiz Sérgio Metz, Airton Michels, Aldyr Garcia Schlee; e “De Corpo Presente”, com poemas, contos e ensaios, com os participantes: Angelo Dall’Alba, Antonio Hohlfeldt, Airton Michels, Carlos Carvalho, César Pereira, Dilan Camargo, Horácio Goulart, José Eduardo Degrazia, Jorge Rein, Luiz Sergio Metz, Moacyr Scliar, Selvino Heck, Tarso Genro, e Umberto Sudbrack. O projeto seguinte seria o de continuar a publicar livros individuais, mas o único livro autoral publicado foi a novela “Quebra-Quebra”, de Sérgio Caparelli.As publicações do Grupo Vereda tiveram a participação de artistas plásticos e cartunistas, como Santiago, Ricky Bols, Margarete Moraes, e outros.Donaldo Schüler, no seu livro “A poesia no Rio Grande do Sul”, p. 302, coloca o Grupo do Em Mãos, entre os movimentos importantes do século XX, como o Quixote, Matrícula, e outros.É importante salientar, que este grupo, com a participação fundamental de Donaldo Schüller, Assis Brasil, e Luiz de Miranda, — que foi o primeiro Presidente —, criou a AGES, Associação Gaúcha de Escritores, em 1981.A Cooperativa dissolveu-se no início dos anos 80. Mas em 2002, retomando sua trajetória, foi lançado o “Em Mãos II” pela WS Editora, com os mesmos participantes do “Em Mãos”, e tendo como convidado o poeta Prado Veppo. Em 2012 foi publicado o terceiro livro da série “Em Mãos”, com os mesmos participantes, — mais o convidado Paulo Roberto do Carmo —, pela L&PM.Os autores participantes da Cooperativa Vereda marcaram um período importante da literatura e da política no Rio Grande do Sul, e, temos certeza, a ideia lançada por Carlos Carvalho e Dilan Camargo, naquele já distante início dos anos 70, firmou uma geração de escritores que está atuante até hoje.