LIVRO FÁTIMA, OPORTUNIDADE PERDIDA!: A Espinhosa Missão de Irmã Lúcia (Jesus Cristo: Origem, Caminho e Fim Último da História Livro 3) PDF José Carlos Marcondes

BAIXAR LIVRO ONLINE

Resumo

Você sabia que o comunismo soviético poderia ter conhecido seu fim muito antes de 1991? E que, caso tivesse se encerrado até o final da década de trinta, a Segunda Guerra Mundial não teria ocorrido? Pois, nós tivemos essa oportunidade de mudar o curso da história e a perdemos!Para tê-la aproveitado, teríamos que ter atendido aos dois pedidos que Nossa Senhora nos fez, em Fátima. Um deles era o de estabelecer no mundo a devoção ao seu Imaculado Coração. Foi formulado em 1925, 14 anos antes do início da Segunda Guerra. O outro, feito em 1929, pedia a consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração, que deveria ser feita pelo Papa em união com todos os bispos do mundo. Portanto, 10 anos antes do início da Grande Guerra: 1 de setembro de 1939.Na década de trinta, os Bispos portugueses, em atenção aos pedidos, divulgaram a devoção solicitada, consagraram Portugal ao Imaculado Coração de Maria e comunicaram, por escrito, os dois pedidos a Roma.Mas, nenhum deles foi atendido a tempo pelo Vaticano! Em decorrência, aconteceu tudo aquilo que a Senhora havia anunciado: a Grande Guerra ocorreu, o Santo Padre teve muito que sofrer, a Rússia se fortaleceu e espalhou seus erros pelo mundo, moveu violentas perseguições aos cristãos, e, pela força, anexou muitas nações ao seu vasto império, aniquilando-as, ao subtrair-lhes a soberania. De fato, a URSS, que, em 1939, começou a guerra ao lado dos alemães, se viu forçada a mudar de posição no conflito, em 1941. E, ao final do grande conflito, havia se tornado uma das principais protagonistas da vitória final contra os nazistas, em 1945, ao lado dos americanos, ingleses e franceses. Mas, não pensem que a misericórdia divina nos abandonou em algum momento dessa trágica história! Pois, quando a guerra estendeu seus tentáculos de dor e sofrimento por todo o planeta, tornando-se impossível prever sua duração, não mais a Senhora, mas o próprio Senhor da História ofereceu-nos a oportunidade de abreviá-la.Quando e de que forma todos esses fatos ocorreram? Quando, como e por quem os pedidos foram atendidos? Como os historiadores nos deixaram relatados tais eventos? Seus relatos confirmam ou desmentem as mensagens e revelações de Fátima?Se as respostas a essas questões forem de seu interesse, não deixe de ler este ensaio!