LIVRO Ar Enche o Silêncio, Água Povoa o Mundo PDF Rogerlando Cavalcante

BAIXAR LIVRO ONLINE

Resumo

As palavras estão cheias de ar, logo de silêncios, mas os silêncios de um poeta são falas: “palavras são poros” pelos quais o poeta fala, respira – e o poeta respira humanidade. A humanidade na qual está inserido: a do “Sul”. E no Sul, a brasileira – a latina americana, a ibero americana(…)No trocadinho dos versos finais do poema, o poeta se coloca entre os que não se deixam reduzir – quer pelo condicionamento, quer por não se deixar mesmerizar pela utopia e por líderes. Livre como “ar” faz ver, “no Sul”, condicionados pela água/pão e mesmerizados pela utopia macabra e nefastos e corruptores líderes.(…)